Ilha de San Andrés – Roteiro e Dicas de viagem

Falamos nesse post sobre o Arquipélago de San Andrés e agora vamos falar um pouco mais sobre a Ilha de San Andrés.

Ilha de San Andrés vista de Johnny Cay, Colômbia

Ilha de San Andrés vista de Johnny Cay

Como chegar à Ilha de San Andrés

Os voos do Brasil para San Andrés normalmente fazer escala no Panamá ou Colômbia. Não há voos diretos. É interessante combinar a viagem à Ilha de San Andrés com outras partes da Colômbia. Comumente, os viajantes pegam um voo de Bogotá ou Cartagena.

Onde ficar em San Andrés

Tudo na ilha é bem simples. Existem poucas opções de hotéis e restaurantes requintados.

Recomendamos que busque uma hospedagem próxima ao centro, que fica na parte nordeste da ilha. Assim é mais fácil conseguir passeios, restaurantes e transporte. Algumas pessoas preferem se hospedar no bairro de San Luís, por ser mais tranquilo e ficar perto da belíssima praia de mesmo nome.

Praia de San Luis, Ilha de San Andrés, Colômbia

Praia de San Luis

As hospedagens em San Andrés e Providencia comumente não possuem água quente para banho. Fique atento para não ser pego de surpresa, mas não consideramos um item necessário, levando em conta o calor que faz no Caribe. Na maior parte das hospedagens, o café-da-manhã não está incluso na diária. Muitas nem oferecem esse serviço.

Como se locomover pela ilha de San Andrés

Apesar de relativamente pequena, na ilha de San Andrés existem carros, táxis, motos e ônibus circulando normalmente. Existe uma avenida principal, que circunda toda a ilha e serve de acesso para todas as atrações. Para se locomover pela ilha é possível pegar um táxi, ônibus, alugar uma moto, quadriciclo ou carrinho de golfe. Para ir a ilhas menores (como Acuario e Johnny Cay), o transporte de barco está incluso no valor do passeio.

Circulando de ônibus na Ilha de San Andrés

De ônibus na Ilha de San Andrés

Passeio de barco na ilha de San Andrés

Passeio de barco na ilha de San Andrés

A tarifa de táxi do aeroporto para o centro custa cerca de COP 15.000. Já os ônibus custam COP 2.000 e te deixam nos principais lugares da ilha, mas não existe uma linha circular pela avenida costeira. Para dar a volta na ilha, conhecendo as principais atrações em um dia, você pode alugar uma moto ou carrinho de golfe.

Volta na Ilha de San Andrés em um carrinho de golfe

Volta na Ilha de San Andrés em um carrinho de golfe

Dica: é ideal comprar antes uma máscara/snorkel e uma sapatilha de neoprene. Assim você não precisa alugar em todos os passeios e aproveita melhor o mar transparente de San Andrés. A sapatilha é para proteção dos pés, pois muitos lugares da ilha possuem corais e ouriços e você pode ser machucar quando estiver caminhando.

Ouriços na Ilha de San Andrés

Ouriços camuflados

Charlico e Larissa

Juntos há 12 anos, desenvolvemos a paixão por viagem e aventura. Sempre que podemos unimos um ao outro. buscamos realizar o máximo de atividades possíveis em cada viagem. Ele é publicitário e baterista. Ela é veterinária, fotógrafa e entusiasta de yoga.

Você pode gostar...