A Laguna de los Tempanos é um passeio pouco conhecido em Ushuaia, mas que está sendo muito procurado ultimamente pelos mais aventureiros. Para nós, é simplesmente o lugar mais incrível de Ushuaia.

A Laguna de los Tempanos não é apenas mais uma lagoa entre tantas outras de Ushuaia. Na base da montanha que fica ao fundo, existe um Glaciar com uma particularidade. Aqui existe a possibilidade de você conhecer e entrar em uma caverna de gelo! Não imaginávamos que existiria alguma coisa assim de forma tão acessível na Patagônia e aqui percebemos que estamos em um local realmente extremo. Sabemos que além das cavernas de gelo do Glaciar Vinciguerra, existem as cavernas do Glaciar Alvear. Elas estão localizadas em uma região mais remota e não tivemos tempo de conhecê-las.

A trilha de acesso para a Laguna de los Tempanos e Glaciar Vinciguerra é longa e possui um desnível de 800 metros de altitude. O caminho é relativamente fácil, mas indicado para pessoas em boas condições físicas, pois o passeio dura o dia inteiro. Não é necessário guia para essa caminhada, a trilha é bem sinalizada, embora um ou outro trecho possa gerar dúvida. Nós fizemos por conta própria, mas recomendamos sempre a utilização de um GPS para essas regiões mais remotas.

Casal dentro da caverna de gelo do glaciar Vinciguerra em Ushuaia, Patagônia Argentina

Como chegar à Laguna de los Tempanos

A Laguna de los Tempanos e Glaciar Vinciguerra ficam em uma região relativamente próxima do centro de Ushuaia. É possível chegar até a entrada da trilha de carro, táxi ou carona. Os transfers não fazem esse roteiro.

Para quem vai por conta própria e não quem gastar muito, pode pegar um ônibus da linha B até a entrada do Vale Andorra. É necessário o cartão SUBE para se locomover de ônibus em Ushuaia.

Da entrada do Vale de Andorra, você pode pedir carona (hacer dedo) ou ir caminhando até a entrada da trilha. São 4km de caminhada subindo por uma estrada de terra.

Trilha da Laguna de los Tempanos e Glaciar Vinciguerra

A trilha até a Laguna de los Tempanos possui 7km (ida) e dura cerca de 3-4 horas. O trecho inicial é um pouco confuso, pois não há sinalização. Passamos primeiramente por uma região de turva (ou turbal), vegetação esponjosa que acumula muita água. Esse trecho inicial é o mesmo da travessia do Cañadon de la Oveja, uma caminhada de dois dias pelas montanhas e vales de Ushuaia.

Após cerca de 20min, devemos seguir para a direita e atravessar um rio largo para começar a trilha da Laguna de los Tempanos. Existem duas pontes, a primeira está caindo aos pedaços e devemos pegar a segunda. Nós só vimos a ponte nova depois de atravessar a primeira.

A trilha é muito agradável e segue um bom tempo pelos bosques típicos da Patagônia. É preciso atenção em alguns trechos, pois a floresta é bem aberta e podemos nos confundir e perder a trilha. O solo nessa região fica bem encharcado e escorregadio depois de chuvas. Existem algumas placas para indicar o caminho, como se fossem pequenas bandeiras presas nas árvores. São tão discretas que muitas vezes podem passar despercebidas.

Trecho escorregadio na trilha para a Laguna de los tempanos em Ushuaia, Patagônia Argentina

Mais ou menos na metade da trilha, existe uma bifurcação para a Laguna Encantada, uma lagoa não tão bonita quanto a atração principal. Nós passamos direto. Após mais um tempo de caminhada, deixamos o bosque para trás e saímos em um descampado com o rio formado pelo degelo do glaciar. Começamos a caminhar pelo campo em meio a montanhas nevadas. O terreno é típico das regiões mais altas da Patagônia, com muitas pedras soltas.

O trecho final até a Laguna é o mais inclinado, mas todo esforço é recompensado quando chegamos a essa imensa lago de cor azul turquesa. Tempano significa iceberg e a lagoa tem esse nome, pois comumente possui pequenos blocos de gelo flutuando.

Casal olhando para as montanhas no Glaciar Vinciguerra, Patagônia Argentina

Laguna de los Tempanos e Glaciar Vinciguerra, Patagônia Argentina

Glaciar Vinciguerra

Para chegar até o Glaciar Vinciguerra, devemos atravessar o rio por um caminho de pedras e seguir pela borda direita da lagoa. Caminhamos até a base da montanha ao fundo, com cuidado para atravessar pela neve e gelo. Chegamos até a impressionante entrada da caverna e entramos com cuidado, pois muitas pedras caem pela abertura devido ao degelo. Quando fomos, havia a entrada maior e uma caverna menor à esquerda. As duas formações são impressionantes, uma oportunidade única de conhecer um cenário pitoresco. Ficamos pouco tempo dentro, pois sempre existe um risco dentro em uma caverna de gelo. As formações podem mudar de acordo com a estação, mas estão sempre lá. Nós voltamos caminhando pela estrada após a trilha, mas rapidamente pegamos uma carona até o centro.

Entrada da caverna de gelo do glaciar Vinciguerra em Ushuaia, Patagônia Argentina

Homem dentro da caverna de gelo do glaciar Vinciguerra em Ushuaia, Patagônia Argentina

Veja aqui os detalhes da trilha:

Leia também:

Gostou das dicas? Tem alguma dúvida? Deixe aqui a sua mensagem =)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreve sua mensagem.
Por favor, registre seu nome