Trilha e Rapel na Pedra da Tartaruga – Rio de Janeiro

A Pedra da Tartaruga está localizada no bairro de Barra de Guaratiba, zona oeste do Rio de Janeiro. O bairro é bem afastado do centro da cidade. A Pedra fica em uma região com quatro praias selvagens acessíveis somente por trilha ou barco e quase todos chegam por trilha. Se a vista do topo já impressiona, imagina fazer um rapel negativo de quase 50 metros de altura? 🙂

Descida de Rapel na Pedra da Tartaruga, Rio de Janeiro, Brasil

Foto: Desbravando Rio

Trilha para a Pedra da Tartaruga

A trilha para A Pedra da Tartaruga e Praias Selvagens tem início no final da praia de Barra de Guaratiba, na Estrada da Barra de Guaratiba. Se for de carro, é melhor deixá-lo nos estacionamentos na rua da praia. Porém, é preciso chegar muito cedo nos finais de semana de verão (por volta de 7-8h).

Em cerca de 40-60min, dependendo do ritmo, chega-se à Praia do Perigoso, a primeira. Muitas pessoas acampam aqui, mas não há nenhum tipo de infraestrutura. É a praia mais movimentada das quatro, mas mesmo assim não tem comparação com o resto das praias do Rio de Janeiro.

Com mais 10 minutos de trilha chega-se à Pedra da Tartaruga. Do alto, temos uma vista maravilhosa das praias selvagens e da Praia de Grumari. Em dias de tempo bom, podemos ver até a Pedra da Gávea, na Barra da Tijuca.

Vista do topo da Pedra da Tartaruga, Rio de Janeiro, Brasil

Rapel na Pedra da Tartaruga

O rapel na Pedra da Tartaruga possui 46 metros de altura, com a maior parte em trecho negativo. A parte negativa é aquela em que perdemos o contato dos pés com a rocha, sendo ainda mais emocionante.

Para quem vai fazer rapel pela primeira vez, como nós, o local pode ser um pouco assustador. Apesar dos quase 50 metros de altura do rapel, a Pedra da Tartaruga possui 98 metros de altura, o que faz com que as praias lá em baixo fiquem pequenas.

Descida de Rapel na Pedra da Tartaruga, Rio de Janeiro, Brasil

É uma bela dose de adrenalina para os turistas e moradores aventureiros no Rio de Janeiro. Após a descida, a melhor coisa é um mergulho na Praia do Perigoso. Há pouco tempo, a Pedra da Tartaruga e as Praias Selvagens de Guaratiba eram praticamente desconhecidas. Cada vez mais, pessoas de todos os lugares chegam para conhecer essa região menos explorada. A distância do centro da cidade é o principal fator para manter esse local preservado por muito tempo. Infelizmente em alguns dias mais movimentados, pode haver muita gente para realizar a descida, o que demanda um bom tempo de espera. Uma opção é ir bem cedo, pegando o nascer do sol no local.

Fizemos esse passeio com a agência Desbravando Rio e recomendamos a experiência.

Charlico e Larissa

Juntos há 12 anos, desenvolvemos a paixão por viagem e aventura. Sempre que podemos unimos um ao outro. buscamos realizar o máximo de atividades possíveis em cada viagem. Ele é publicitário e baterista. Ela é veterinária, fotógrafa e entusiasta de yoga.

Você pode gostar...